como-atingir-as-metas-do-seu-negocio-com-as-okrs

Como atingir as metas do seu negócio com as OKRs

In Planejamento Estratégico by Rafaela de Paulo0 Comments

Estabelecer metas sempre foi algo muito eficiente, tanto na vida pessoal, como nas empresas. No segundo caso, elas proporcionam alinhamento de time, motivação e um melhor ritmo de trabalho. E, por incrível que pareça, o planejamento e execução de estratégias empresariais configuram um desafio que muitos gestores enfrentam. Neste conteúdo, mostraremos um método de gestão por metas, denominado OKR, que poderá construir um caminho de alta performance e resultados para seu negócio.

Começando pelos resultados
OKR (Objectives and Key Results), significa “Objetivos e Resultados-Chave”. Esse sistema de metas, auxilia a converter práticas e operações em resultados de fato. As metas OKRs são muito utilizadas na etapa do planejamento operacional de um Plano de Negócios e também por gestores e organizações, pois tratam de metas ágeis, transparentes que geram foco e disciplina. Interessante também é que se pode elaborar as OKRs em diferentes níveis:

  • Organizacional (empresa)
  • Departamental (equipes)
  • Individual (dos colaboradores)

Como construir OKRs
Agora, apresentado aquilo que as metas OKR oferecem, pode surgir a dúvida: Por onde começar?

Como o próprio significado diz, uma OKR deve conter um objetivo qualitativo acompanhado de resultados-chave quantitativos, ou seja, mensuráveis. Na hora de traçar os objetivos, é de extrema importância que eles sejam:

  • Simples
  • Curtos
  • Fáceis de memorizar
  • Inspiradores

Após pensar nos objetivos desejados, é hora de colocar os resultados-chave mensuráveis em cada um deles, que são metas com impacto direto nos objetivos, que indicarão o sucesso ou não no seu alcance. Recomenda-se elencar de 2 a 5 pois assim, todos podem lembrar. Importante também ter sempre em mente que resultado-chave tem número!

Para que essa construção seja formada de um jeito mais espontâneo e prático, pode-se utilizar a Fórmula de Doerr (investidor de tecnologias, que introduziu o Google no OKR):

Eu vou (objetivo) medido por (esse conjunto de Key Results)

Os erros mais comuns, e que devem ser evitados ao máximo, para obter um bom desempenho com as OKR’s são:

  • Criar lista de tarefas
  • Definir isoladamente os objetivos
  • Criar inúmeras OKRs
  • Não confundir com metas de “Ano Novo”

Abaixo, um exemplo de como seria uma meta OKR:

Um maior desempenho com o método PDCA (Plan, Do, Check, Act)
Esses são direcionamentos capazes de potencializar o sistema de metas. Conhecido também como “Ciclo PDCA”, essa metodologia consiste no planejamento de atividades recorrentes e sem fim determinado. A lógica é que, a prática leva à perfeição!

Traduzindo, as siglas significam:

  1. PLAN (planejar): elaborar um plano; definir etapas e pesquisar a metodologia.
  2. DO (fazer): colocar o plano em prática e preparar capacitação e treinamentos.
  3. CHECK (verificar): conferir o planejado e o executado; medir a qualidade e reconhecer erros e falhas.
  4. ACT (agir): correção de falhas; padronizar e repetir o ciclo.

O que mais você pode saber sobre as metas OKR’s?
É importante que o gestor elabore as metas com foco em resultado, não em tarefas.

Independentemente do tamanho do negócio, formular as OKRs funciona como uma estratégia, que se adapta à realidade mais instável e competitiva das empresas. Muitas fontes indicam, a fim de tornar os objetivos coerentes com os cenários da organização, realizar revisões semestrais e trimestrais com a presença de todos os funcionários, trazendo a clareza e a transparência necessária para uma ótima gestão. Conte com a Ação Júnior para o ajudar nesse objetivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Rafaela de Paulo
Assessora de Gestão de Pessoas na Ação Júnior e estudante de Relações Internacionais na Universidade Federal de Santa Catarina

Leave a Comment