como-franquear-seu-negocio-em-6-passos

Como franquear seu negócio em 6 passos

In Franqueamento by Monike Gandra0 Comments

Deseja expandir seu negócio e torná-lo uma franquia? Confira o passo a passo para implementar esta estratégia!

Como você já viu aqui no blog, existem inúmeras vantagens em franquear sua empresa, como por exemplo aumentar seu poder de barganha ao negociar com fornecedores. Para auxiliá-lo neste processo, elencamos as 6 etapas essenciais do franchising:

1. Defina o modelo de negócio para a franquia
Inicialmente, é necessário definir como será o funcionamento da franquia e todos os processos precisam ser estruturados. Assim, a recepção do cliente até o fechamento de caixa deve ser padronizados a fim de garantir que o franqueado não tenha qualquer dúvida na execução dos processos da unidade que abriu.

Além disso, é necessário oferecer todo o suporte para o franqueado, portanto, deve-se analisar os custos envolvidos no dia a dia da empresa e instruí-lo sobre o melhor modo de alocar recursos por meio do documento “Manual de Operações”.

2. Defina a sua participação como franqueador
Atente-se também às questões que referem-se ao seu papel nesse sistema, ou seja, é preciso definir o valor dos royalties que serão cobrados devido à cessão dos direitos de uso da marca, a frequência e método de treinamento que você oferecerá aos franqueados, definir quais serão os fornecedores deles ou até mesmo verificar a viabilidade de manter a matriz como distribuidora e assim ter controle sobre a fiscalização dos insumos utilizados.

3. Estruture-se judicialmente
O contrato de franqueamento inclui o Circular de Oferta (COF), que é o documento fundamental de todo o processo e deve ser preparado com extremo cuidado pois ali estarão descritos todos os processos, custos e estratégias da franquia.

Esse documento tem caráter sigiloso e transmite o know-how da empresa, servindo inclusive como base para futuras fiscalizações que o franqueador queira fazer nas unidades abertas: se alguma informação contida no COF estiver sendo negligenciada ou mal executada, é previsto que se apliquem medidas corretivas.  

4. Faça o plano de expansão
Agora, mais do que nunca, a estratégia é imprescindível. Você deve pensar em como expandir sua marca de forma ordenada, aumentando as chances de sucesso ao selecionar as cidades mais indicadas, definir a distância entre as unidades e pensar na logística de operação.

Ao menos no começo, é mais seguro abrir as unidades próximas à matriz, pois, esta é uma região conhecida e pressupõe-se que as peculiaridades do mercado já sejam exploradas.

As pesquisas feitas precisam ter o máximo possível de grau de precisão e devem usar dados populacionais e comerciais para embasar sua decisão. Portanto, procure identificar quais locais possuem seu público-alvo por meio de indicadores de renda e hábitos do consumidor, verifique se há espaço no mercado adotando critérios de densidade populacional e saturação de mercado e, por fim, afunile ainda mais sua seleção ao excluir aqueles locais cuja logística fique inviável por questões como transporte e custos de operação.

5. Escolha seus franqueados
Cada tipo de empreendimento possui um tipo ideal de gestor, ou seja, há características específicas que facilitam o gerenciamento da empresa. Logo, se você quer que a franquia seja bem administrada e colabore para o fortalecimento da marca, precisa definir bem quais candidatos serão aprovados para ter uma unidade franqueada.

Para tal, deve-se pensar nos pré-requisitos que selecionarão os candidatos, tais como: nível de escolaridade, experiência prévia, capital, disponibilidade de tempo, entre outros.

6. Pense no relacionamento franqueador e franqueado
É importante lembrar que o franqueado está replicando seu modelo de negócio, permitindo que sua marca alcance outros territórios. Consequentemente, o público espera encontrar o mesmo produto e serviço em qualquer unidade franqueada que visitar e para isso é necessário constante diálogo entre os agentes do sistema.

Logo, toda vez que implantar uma novidade ou mudar alguma operação, é importante repassar a mudança aos franqueados e oferecer o suporte para que comecem a atuar de acordo com a mudança. Além disso, a comunicação permite verificar e corrigir prontamente possíveis erros que venham a ser cometidos pelo franqueado ou até mesmo que este tenha alguma ideia inovadora e comunique ao franqueador para aperfeiçoá-la e divulgá-la para toda a rede.

Ansioso para tornar seu negócio uma franquia de sucesso? Entre em contato com a Ação Júnior para verificar a viabilidade de expansão da sua empresa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Monike Gandra
Assessora financeira e consultora na Ação Júnior e graduanda de Economia na Universidade Federal de Santa Catarina

Leave a Comment