planejamento-estrategico-acoes-para-trazer-resultados

Planejamento estratégico: ações para trazer resultados

In Planejamento Estratégico by Ariadne Lima0 Comments

Aposto que você ouve muito a palavra “estratégia” no seu dia a dia. Mas afinal, você conhece a arte de planejar? Sabe como isso pode ajudar a sua empresa? Se a resposta for não, você está no lugar certo!

Este conteúdo é destinado às pessoas que possuem dúvidas e interesse em conhecer mais sobre o tão famoso “planejamento estratégico” de forma fácil e rápida.

Entendendo o Planejamento Estratégico
O planejamento estratégico é o processo pelo qual a organização traça, através de uma análise do seu ambiente interno e externo, estratégias para alcançar objetivos organizacionais. É a arte de conseguir antecipar e prever o futuro da empresa, baseando-se em diversos fatores e variáveis.

É de extrema importância a elaboração do planejamento em meio ao cenário atual, principalmente para garantir competitividade no mercado. Além do mais, a estratégia descreve como uma organização pretende criar valor para seus stakeholders, grupo de pessoas que influenciam ou podem ser influenciados pela organização, tanto positiva como negativamente, de forma direta ou indireta.

O que é necessário?
Antes de tudo, para que um planejamento estratégico faça sentido e tenha embasamento, é necessário que a organização possua uma identidade organizacional bem estruturada e alinhada com o atual momento da empresa, visto que as estratégias serão criadas com base na mesma.

A Identidade Organizacional (IO), é composta, essencialmente, pela Missão, Visão e Valores da empresa. Entretanto, alinhar e até mesmo construir a identidade organizacional da sua empresa não é uma tarefa fácil, ela deve ser motivadora e representar não somente a empresa como um todo, mas também os colaboradores de forma individual.

Alinhado a isso, antes de traçar qualquer estratégia é vital o entendimento profundo e análise da atual situação da empresa, bem como o momento em que ela se encontra. O ideal para trabalhar com cenários estratégicos e projeções é ter, no mínimo, uma análise detalhada dos últimos dois exercícios da organização, ou seja, um período de dois anos.

Mas considerar somente a empresa em seu ambiente interno basta? A resposta é não! Antes de qualquer planejamento, o gestor ou pessoa responsável por realizá-lo deve possuir uma análise detalhada sobre o mercado do qual a organização está inserida, levando em consideração alguns indicadores importantes, juntamente com um entendimento da situação atual de seus concorrentes.

Outra dica que contribuirá muito para o sucesso do seu planejamento é saber qual a capacidade produtiva da sua empresa e a produtividade de seus funcionários. Isso auxiliará muito na hora de traçar estratégias, realizar projeções e tomar decisões.

A arte de planejar: Primeiros passos
Mas como fazer um planejamento estratégico? Por onde começar? Após identificar e desenvolver todos os pontos abordados acima, você está preparado para começar a criar as estratégias da sua empresa!

Para isso, existem algumas metodologias e ferramentas que auxiliam e delimitam o rumo da tomada de decisão. Uma delas são os OKR’s e KPI’s, que podem ser mais explorados aqui. Nosso foco neste conteúdo de planejamento estratégico será o Balanced Scorecard, mais conhecido como BSC.

Balanced Scorecard, traduzido no português para Indicadores Balanceados de Desempenho, é uma ferramenta criada em 1992 pelos professores Robert Kaplan e David Norton, que utiliza indicadores em quatro áreas para definir desempenho das empresas. A metodologia mudou a visão de que apenas resultados financeiros ou de mercado marcavam o bom desempenho da organização, buscando trazer perspectivas de 4 áreas (Financeira, Mercado/Cliente, Processos Internos do Negócio e Aprendizado e Crescimento) e definir caminhos com metas a serem atingidas para melhorar o desempenho da empresa.

Financeiro
Indicador de resultado e sucessos mais importante na visão dos acionistas. Será através dessa perspectiva que a empresa irá prever seu crescimento de valor sustentável no mercado.

Mercado e clientes
Sendo o sucesso dos clientes um dos principais influenciadores nos indicadores de resultados financeiros, esta deve ser uma perspectiva que exige bastante cautela e atenção, principalmente por tratar-se da proposta de valor para os clientes. Ela pode ser mensurada através de alguns indicadores, como o de satisfação, retenção e crescimento do sucesso com os clientes.

Processos internos
É por meio dos processos internos que conseguimos entregar nossa proposição de valor ao clientes, ou seja, o desempenho dos processos é crucial para que a perspectiva de Mercado e Clientes seja satisfeita e, consequentemente, esta influenciará também a perspectiva Financeira.

Aprendizado e crescimento 
Alinhando-se as premissas de um planejamento estratégico, tal perspectiva aborda como a tecnologia, pessoas e identidade organizacional contribuem para sustentar uma estratégia.

Percebeu como uma perspectiva está conectada a outra? Elas interligam-se umas com as outras, formando uma cadeia de relações de causa e feito. A partir dessa análise surge um novo conceito: o Mapa Estratégico.

O Mapa Estratégico revelou-se uma inovação tão importante quanto o próprio Balanced Scorecard. Ele pode ser considerado como a representação visual da estratégia, de forma a torná-la mais dinâmica, tangível e motivadora.

O sucesso de uma estratégia pode ser representado pelo desenvolvimento da equação abaixo:

Resultados notáveis = Descrição da Estratégia + Mensuração da Estratégia + Gestão da Estratégia

Explicando mais sobre os três componentes acima e entendendo sua dinâmica, não se pode gerenciar (terceiro componente) o que não se pode medir (segundo componente). E não se pode medir o que não se pode descrever (primeiro componente).

Para tornar mais visual e exemplificar os conceitos, veja este exemplo de mapa estratégico.

Como aplicar minha estratégia?
Estudos comprovam que cerca de 70% dos casos estudados sobre estratégias fracassadas evidenciam que a grande raiz do problema não é a “má estratégia”, mas sim a “má execução”!

Mas então como eu consigo executar meu planejamento estratégico? Uma opção é utilizar a ferramenta de Planos de Ação para isso, esta que auxilia no planejamento para atingir um resultado desejado, ou seja, a sua estratégia.

É umas das ferramentas mais simples e eficientes para este tipo de acompanhamento, podendo ser algo extremamente simples, até tarefas mais complexas.  

Utilizando o exemplo da perspectiva financeira evidenciada no mapa estratégico acima, criaremos alguns planos de ação para cada iniciativa identificada, seguindo a figura abaixo:

  • Tornar-se líder de custo no setor: reduzir saídas do caixa, melhorar rendimentos.
  • Maximizar o uso dos ativos existentes: gerenciar a capacidade dos ativos existentes, efetuar investimentos incrementais.
  • Receita oriunda de novos clientes: desenvolver novos produtos, mercados e parceiros.
  • Aumentar a participação nas compras dos clientes: melhorar a rentabilidade dos clientes existentes.

Aprofundando-se ainda mais e unindo as três metodologias, podemos criar uma mapa geral contemplando todos o pontos abordados em ambas as ferramentas.

Como podemos ver acima, simples ações podem levar ao cumprimento do objetivo ou iniciativa traçada. Mas não se assuste se encontrar dificuldades em elaborar estratégias ou criar indicadores, alguns processos podem se tornar mais complexos e demandar mais tempo e conhecimento para tal tarefa.

Caso enfrente algum desses problemas, não hesite em procurar uma empresa capacitada para solucioná-lo! A Ação Júnior está no mercado há mais de 27 anos e conta, dentro do seu Portfólio, com o serviço de Gestão Estratégica. Agende já um diagnóstico gratuito!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ariadne Lima
Assessora de Recursos Humanos e Consultora Estudante de Administração na Universidade Federal de Santa Catarina

Leave a Comment