|

Ícone-Calendário

Como faturar mesmo em meio a crise do Coronavírus?

02 / 04 / 2020

Com o distanciamento social necessário para conter a manifestação do vírus, muitas empresas foram obrigadas a funcionar sem abertura para o público, funcionando apenas pelo e commerce. Diante dessa situação causada pelo COVID-19, como sua empresa pode faturar mesmo perante a crise do Coronavírus? 

Todos nós sabemos a importância das medidas que estão sendo tomadas, mas, de qualquer forma, esse distanciamento social aflige a circulação tanto de mercadorias quanto de pessoas, afetando drasticamente a economia. 

Apesar da demanda dos consumidores se manter e o fornecimento de mercadorias se manter em plena capacidade de operação, ambas as partes estão em situação de quarentena e sem possibilidade de funcionamento.

Mas, como muitos também sabem, existem medidas que podem ser tomadas para minimizar os efeitos da crise. 

Hoje, por meio desse conteúdo, vamos compartilhar conhecimentos sobre um dos pontos de maior relevância no faturamento da maioria das empresas durante essa crise do Coronavírus: os canais de venda.

Durante a recessão econômica causada pelo Coronavírus, muitas lojas, restaurantes, comércios e outras empresas foram sujeitadas a fechar as suas portas e, por conta do espaço físico ser a principal forma de venda da maioria dessas estabelecimentos, muitos empresários se veem sem faturamento algum durante esse período.

  • Conceito de e-commerce

Com o surgimento da internet, muitos processos do dia a dia foram simplificados. Seja a comunicação por meio de redes sociais, a publicação de conteúdos em blogs e sites ou mesmo a avaliação de produtos, serviços ou empresas em websites com esse fim. Quando falando de comércio e vendas, a situação também se repete.

O comércio por meio eletrônico, ou e-commerce, é um modelo de comércio que utiliza da internet como meio de propagação e finalização da compra.

  • Benefícios de se utilizar diferentes canais de vendas

Mesmo fora de tempos de crise como os que estamos vivendo, a utilização de um canal de vendas online representa uma ótima opção e fonte de renda extra para quem os usa.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Global Online Consumer Report (2017), as três principais vantagens de uma loja virtual apontadas pelos consumidores são:

  • Possibilidade de compra a qualquer hora;
  • Comparação de preços;
  • Melhores preços (quando comparados aos de lojas físicas).
  • Venda online não é só para restaurantes!

É fato que no ramo alimentício, principalmente em restaurantes, esse modelo de vendas costuma ser muito mais comum de ser visto, por meio de aplicativos de delivery, mas esse não é o único modelo de negócio em que é possível transformar as vendas físicas em vendas online, basta se atentar em alguns pontos chave:

1. Entenda o mercado de vendas online;

Conhecer os nichos de mercado onde a sua empresa se encaixa, ter noção de concorrentes e a forma como se comunicam com o público e entender como funcionam os mecanismos de busca online – como o Google – são pontos essenciais para se transformar uma loja física em um modelo de vendas online.

2. Estruture o Financeiro da empresa;

Tanto para lojas físicas e principalmente na abertura de um e-commerce, é necessário que se tenha um controle financeiro muito bem planejado. É válido lembrar que o mercado digital tem várias necessidades, gastos e até alguns impostos diferentes do mercado físico. Assim, demandando uma atenção ainda maior à gestão de estoques, devoluções, parcelamentos e descontos cedidos aos clientes.

3. Entenda o comportamento dos seus clientes;

É importante ressaltar que muitas pessoas ainda tem certos receios sobre compras pela internet, sendo indicado se fazer uma Pesquisa de Mercado com os seus atuais clientes para validar essa demanda por outros métodos de venda.

Com a situação que nos encontramos, certamente essa demanda tende a ser maior, visto que a maioria das pessoas continuam em situação de quarentena.

4. Tenha boas vias de comunicação;

É nítido que, para atrair clientes para um meio de venda virtual, é necessário que se mantenham boas vias de comunicação com esses clientes. Manter uma padronização na Identidade Visual da marca e bons conteúdos em redes sociais e no site da empresa são algumas boas práticas nesse sentido.

5. Invista em Marketing Digital;

Provavelmente a maior das vantagens de se estabelecer um canal de vendas online é a inexistência de barreiras geográficas para a venda de seus produtos.

Pensando nisso, é extremamente necessário que se façam investimentos na divulgação e impulsionamento da sua marca, para conseguir alcançar novos públicos e consequentemente novos clientes.

  • Estamos dispostos a ajudar!

Com essas e outras dicas, nós da Ação Júnior nos mostramos cientes dos prejuízos que essa recessão vem causando nas mais diversas empresas. Esperamos, através dos nossos conteúdos, que o ajudemos a superar o quadro atual, causado pela crise do Coronavírus. Qualquer outra dúvida, entre em contato conosco!

Gostou dos conteúdos e quer
aplicar na sua empresa?

Precisa de ajuda?