Skip links

Conheça o modelo de Franquia ideal para o seu negócio

Modelo de franquia ideal

 

Você já sabe, por meio do nosso último conteúdo, que o modelo de franqueamento é uma grande aposta para expandir sua marca e potencializar seus lucros. Apresentamos as 5 vantagens para você fazer do seu negócio uma Franquia. Mas você sabia que existem diversos modelos para franquear o seu negócio? Neste conteúdo iremos abordar todas as classificações de franqueamento, assim você irá conhecer o modelo de franquia ideal para o seu negócio. 

O modelo de franqueamento pode ser segmentado em quatro diferentes áreas: geração, localização, natureza da atividade e remuneração. O que é chamado de modelos de franquia.

 

1. Quanto a Geração da Franquia.

 

Franquias de Primeira geração: Não possuem exclusividade. Neste modelo o franqueador licencia sua marca ao franqueado e distribui seus produtos ou serviços sem exclusividade. Exemplo: Kodak.

Franquias de Segunda Geração: Franquias que oferecem produtos e serviços para revenda ou distribuição exclusiva pelo franqueado. Geralmente o franqueado é obrigado a comprar a mercadoria do franqueador, com isso, os royalties e taxas de promoções estão embutidos no preço da mercadoria. Exemplo: O Boticário.

Franquias de Terceira Geração: Neste modelo além da licença do uso da marca, o franqueador mantém contato frequente para atualizar o operacional da empresa. Tudo que é desenvolvido e testado pelo franqueador é transferido ao franqueado através de treinamento, manuais, consultoria de campo, entre outros. Sendo assim, o modelo cria um forte espírito de parceria entre as duas partes. Exemplo: Lavanderias.

Franquias de Quarta Geração: Destacam-se pela qualidade e quantidade nos serviços prestados, possuem um Conselho com todos os Franqueados para tomarem novas decisões na empresa. Neste estágio a franquia possui agilidade na solução de problemas e o profissionalismo é alto. Exemplo: Yázigi.

Franquias de Quinta Geração: Podem ser chamadas de franquias sociais, voltadas para a disseminação, e sob a responsabilidade de diversas pessoas e organizações. Possui poder de recompra pelo franqueador. Exemplo: McDonalds.

Franquias de Sexta Geração: São aquelas que usam as melhores técnicas e ferramentas para otimizar suas operações e aperfeiçoar suas redes de negócios. São as franquias de todos os portes que possuem a necessidade de inovar e se diferenciar perante a concorrência.

 

2.Quanto a Localização da Franquia.

 

Franquia de Desenvolvimento: É a cessão de direito para exploração de uma determinada região, onde o franqueado abrirá mais de uma unidade em um determinado espaço de tempo. O desenvolvedor de área receberá parte do valor cobrado a título de taxa de franquia e royalties.

Franquia Master: Modelo utilizado nos planos de internacionalização de franquias e em países de grandes dimensões geográficas.

Franquia Múltipla: Quando o franqueado possui mais uma franquia unitária e pode formar sua própria rede local ou regional de franquias.

Franquia Regional: Possui exclusividade em determinada região para o franqueado e, assim, permite que desenvolva vários estabelecimentos comerciais dentro dessa delimitação. Assim, pode fazer contratos individuais sob sua responsabilidade.

Franquia Unitária: O franqueador cede o direito de franquear ao franqueado, exigindo exclusividade de atuação no local que for determinado. Assim, nenhum outro franqueado poderá abrir uma unidade da mesma franquia no mesmo ponto.

 

3.Quanto a natureza da atividade.

 

Franquia Combinada: O franqueado já possui uma franquia e adiciona outra(s) no mesmo ponto comercial. As franquias geralmente são complementares e a integração oferece vantagens competitivas. Exemplo: postos de combustível que também vendem alimentos.

Franquia Comercial: A produção dos produtos é exclusiva do franqueador. Já o franqueado tem a responsabilidade de distribuir esses mesmos produtos nas áreas determinadas em contrato. Exemplo: redes de cosmético e vestuário.

Franquia de Serviço: Ao invés da padronização dos produtos, o franqueador licencia o conhecimento e a habilidade da prestação de serviços e uso da marca. Exemplo: redes hoteleiras.

Franquia Individual: É uma franquia que não divide espaço com outras franquias e o franqueado deve prestar exclusividade para apenas uma marca. O ponto comercial é escolhido especificamente para determinado tipo de franquia. Exemplo: redes de fast-food.

Franquia Industrial: O franqueador tem a patente do produto, registro da marca e conhecimento da produção. Portanto, transfere para o franqueado a tecnologia utilizada na produção e comercialização. Oferece ainda assistência técnica para garantir a padronização dos produtos licenciados.

Franquia “Shop in shop”: Neste modelo, o empresário usa seu ponto comercial e seu ramo de atuação para incorporar um outro tipo de negócio junto a essa franquia.

MicroFranquia: Caracterizadas pelo baixo investimento inicial, de até R$ 90 mil, possui baixo custo operacional e uma operação simples sem a necessidade de muitos recursos.

 

4. Quanto a Remuneração.

 

Franquia de Distribuição: Neste tipo de franquia geralmente não há royalties e taxa inicial. O franqueador possui sua remuneração básica através da venda de produtos.

Franquia Mista: É o mais comum nos dias de hoje. Nele, o franqueador cobra do franqueado as taxas de fornecimento de produto, royalties e taxas de franquia.

Franquia Pura: Na franquia pura, o franqueador obtém sua renda a partir dos royalties e das taxas de franquias pagas pelos franqueados. Normalmente, o franqueador não entra como fornecedor.

 

Então, conseguiu entender um pouco mais sobre Franquia? Caso você ainda tenha dúvidas, marque uma reunião gratuita conosco, iremos te ajudar! A Ação Júnior realiza projetos de consultoria em Franqueamento personalizados para o nosso cliente. 

 

 

Por: Izabella Carminatti

Return to top of page