|

Ícone-Calendário

Coronavírus: Como reestruturar sua empresa nesta crise?

26 / 03 / 2020

 

Com certeza o momento atual da economia não é o mais esperançoso, certo? Com a epidemia do Coronavírus, um caos se estabeleceu mundo afora. Diante desse cenário, especialistas já previram possíveis choques de demanda e de oferta. O momento é caótico na economia, as incertezas pairam no ar e os empreendedores se sentem desamparados. Ritmo de vendas caindo drasticamente, despesas sendo mantidas e nenhuma previsão de volta à normalidade. O momento é ruim, contudo algumas medidas tomadas agora podem ajudar a manter seu negócio rodando e além disso, fortalecê-lo no mercado futuramente.

O comportamento atual dos consumidores é de concentrar as compras em produtos essenciais à sobrevivência, como alimentos e produtos de higiene. Nesse sentido, o consumo básico se sobressai perante o consumo livre, afetando a realidade de diversas empresas as quais têm seu faturamento concentrado em produtos não fundamentais à vida humana. Esse caos tem reflexo muito negativo, prejudicando o caixa das empresas e causando até o fim de alguns estabelecimentos. Siga conosco e vamos trabalhar alguns pontos que irão lhe ajudar nessa crise do coronavírus.

Como adaptar o mercado com a Crise do Coronavírus?

Não há fórmula mágica para superar a atualidade do Coronavírus. Entretanto, alternativas agora criadas podem perpetuar o sucesso do seu estabelecimento. Em primeiro momento vamos abordar seu operacional.

  • Analisando o operacional

O momento atual impede o pleno funcionamento da sua empresa, algo ruim, claro. Mas diante desse cenário, faça uma lista das atividades que foram cortadas e hoje não apresentam reflexos negativos para a operação. Sejam funções específicas ou atividades diárias, é muito bom manter toda a rotina destrinchada para melhor observar onde cortes podem ser feitos. Nesse sentido, coloque métricas em sua cadeia produtiva. Observe quais processos estão sendo prejudicados nessa situação e quais estão fluindo sem problemas. Aos que estão sendo prejudicados, quebre os em micro etapas e análise o andamento de cada uma, buscando identificar os gargalos e corrigi-los. Aos processos que estão com bom funcionamento, faça uma análise em cenários. Busque entender o que pode ser repetido e quando isso pode acontecer e muito importante, se tal processo pode se manter para futuro aumento de demanda.

Um ponto muito importante a ser feito também é uma análise completa dos indicadores financeiros da empresa. Nesse aspecto, utilize do tempo agora um pouco mais disponível para acompanhar e organizar as finanças dos últimos anos. Algo que pode lhe ajudar muito nessa tarefa é recorrer a um software de controle da gestão, permitindo automatização e melhores visuais do que simples planilhas de controle, tudo isso com um bom custo-benefício. Com os lançamentos de entradas e saídas, busque calcular os indicadores e, em seguida, realize análises profundas acerca deles. Esses números e suas variações contém informações preciosas a respeito da sua empresa e podem lhe trazer respostas do que fazer e do que não fazer.

  • Estratégias de venda

Agora é o momento de trazer um ponto delicado na atual situação: Vendas. É natural em momentos de crise, como essa do coronavírus, sofrer uma diminuição nas vendas e consequentemente no faturamento das empresas. E nesse cenário a preocupação e o medo são compreensíveis, contudo, podem ser minimizados com algumas atitudes.

  • Explore o Marketplace:

Devido à situação de quarentena, como dito anteriormente, é inerente que as vendas físicas caiam. Nesse sentido, explorar marketplaces onlines pode ser boas alternativas. Além de reduzirem seus custos de vendas e trazerem novos clientes, a mudança pode ser percebida como um diferencial perante à concorrência. Nesse momento, busque inovar, tornar virtual tudo que for possível e facilitar o contato do consumidor com o seu produto. Ao adentrar o meio digital, busque ser eficiente e diversifique os canais. Nesse aspecto, estude técnicas de marketing digital as quais irão, com ótimo custo-benefício, alavancar suas vendas. 

  • Fidelize seus clientes:

Agora, com os canais online estabelecidos, um certo aumento nas vendas deve ocorrer. Mas outro ponto é notável: Participação de mercado. Se você inovou, buscou facilitar a compra do seu cliente, você desenvolveu um diferencial importante ante a concorrência. E os frutos disso? Fidelização dos clientes e recorrência nas vendas futuras.

  • Mantenha um preço justo:

Seguindo as operações, já com as finanças ajustadas e uma alternativa de vendas já estruturada, tente flexibilizar os preços e condições de pagamento. Tendo em mente o seu ponto de equilíbrio financeiro e as estimativas de venda, busque fazer com que seus preços sejam mais atrativos. É tentador subir os preços e ter uma boa margem de lucro, contudo lucros abusivos irão gerar repulsa dos consumidores no momento e uma possível perda de clientes fiéis,  quando da normalização da situação.

Diminuir a margem de lucro vai tornar os preços atrativos e ainda assim continuará pagando suas contas. Lembre-se, o objetivo é manter o negócio aberto e melhorar a estruturação, não é época para aumentar drasticamente o faturamento e sim de manter o fluxo de caixa ativo. Outra opção é fazer vendas em combos, vendendo dois produtos com algum incentivo por comprar o pacote. Garantir volume de vendas é o foco, até porque manter um estoque grande é estar sujeito à depreciação.

  • Busque parcerias:

Um outro tópico importante a ser trabalhado no cenário atual é a cooperação. Busque ir atrás de associações comerciais, nesse âmbito você pode achar parceiros para dividir compras de insumos e até alguns pontos da operação. Todos estão debilitados e com fluxo de vendas prejudicados, dividir os custos pode trazer eficiência ao seu negócio. Além disso, você estará contribuindo para o fomento da economia local e gerando parcerias, pontos benéficos na sequência da crise.

  • Lembre-se de seus clientes antigos:

Por último e não menos importante, não se esqueça de seus clientes antigos. Manter um bom relacionamento com eles vai reforçar a imagem de sua empresa e pode gerar recompras tanto agora quanto futuramente. Nesse aspecto busque identificar os perfis de clientes e usar diferentes abordagens para estabelecer contato, seja por promoções, freemiums, vale descontos ou até uma simples mensagem de compreensão do momento. A dica é: Não seja invasivo, mas tenha o propósito de converter vendas muito claro.

  • Estamos juntos nessa!

Com essas dicas, nós da Ação Júnior esperamos ajudá-los em qualquer escala a superarem essa crise. Em nossos 30 anos com o propósito de difundir o empreendedorismo na sociedade, jamais vimos uma situação tão drástica quanto essa. Assim, nos disponibilizamos para ajudar e nos sensibilizamos com todos os empreendedores e famílias sofrendo com o coronavírus. Esperamos ter lhe ajudado e que possamos continuar apoiando nessa jornada.

Gostou dos conteúdos e quer
aplicar na sua empresa?

Precisa de ajuda?