posicionamento de marca
posicionamento de marca

|

Ícone-Calendário

Como consolidar seu posicionamento de mercado

24 / 04 / 2022

Se alguém te perguntasse: você conhece os celulares da maçã? Mesmo não sendo o nome correto rapidamente associaria aos aparelhos da Apple, remeteria à logo da maçã mordida e pode ser que até relembre algum anúncio da marca.

Essa é a importância do posicionamento de marca.

Uma marca posicionada olha com atenção para o seu público e se torna lembrada e relevante por ele. Tem consistência na comunicação que está alinhada aos produtos e/ou serviços, aos valores da marca e ações externas e internas. Ou seja: toda a empresa fala a mesma língua.

Neste artigo vamos falar de:

  • 1. Diferenças entre posicionamento de marca e reconhecimento;
  • 2. Porque é importante estabelecer bem a proposta de valor e Buyer Persona antes de se posicionar;
  • 3. Entendendo o perfil do consumidor;
  • 4. O branding como peça chave para o seu posicionamento;
  • 5. Por fim, quais empresas estão bem posicionadas e podem ser inspiração. 

Posicionamento de marca e reconhecimento de marca

Para entender a diferença entre posicionamento de marca e reconhecimento de marca, vamos começar compreendendo que reconhecimento de marca está dentro do posicionamento, ou seja andam juntos.

Uma marca reconhecida é aquela que seus consumidores sabem sobre, conhecem a marca e seus produtos e serviços.

VEJA TAMBÉM:

Já o posicionamento é mais amplo, ele fala não só da marca estar na boca do povo, mas das vendas, participação no mercado, avaliação positiva dos usuários e liderança no nicho e setor.

Para ser bem posicionada a preocupação da empresa vai além de divulgar a marca, usando marketing digital e inbound marketing. É necessário o uso de metodologias e práticas que façam seu nome ser lido como especialista.

Atenção à identidade visual (logotipo, cores, fontes, imagens da marca) e identidade verbal que juntas formam o branding que atende ao perfil do seu consumidor, pois é para ele que a marca se posiciona.

Por que definir proposta de valor, buyer persona e posicionamento de marca

Tenha uma proposta de valor e Buyer Persona para então, se posicionar!

O posicionamento de marca fala de pessoas, consumidores que decidem se aprovam ou não sua empresa. Portanto, os seus desejos de consumo, necessidades e anseios devem ser atendidos.

Qual foi a última vez que sua empresa dialogou com o consumidor?

Se você não se lembrar, comece agora. Acompanhar dados gerados pelas redes sociais, fazer enquetes, caixinha de perguntas e sempre checar e responder às avaliações no Google são um ótimo primeiro passo.

Mas, isto não é suficiente. Já que nem todo mundo interage com a empresa, com essas ações você tem um primeiro olhar apenas para o público mais engajado.

Não se esqueça, porém, esquecer de que essas pessoas podem sim levar o nome da marca na boca e propagar elogios e bons feedbacks, público estratégico para o seu posicionamento. Portanto, valorize-as!

Vamos ao segundo passo, conhecer o público desengajado e aquele que você não consegue atrair e ter um relacionamento.

Pesquisa de mercado

Para isso, uma ferramenta essencial é a pesquisa de mercado, dentro dela definimos o público-alvo e a persona, a partir de pesquisas quantitativas e qualitativas.

Use, por exemplo, formulários e entrevistas em profundidade. Essa é a melhor forma de conhecer os consumidores. 

Tendências de consumo

Também é interessante estar atento às tendências de consumo e perfis de consumidores.

Por exemplo, com a Pandemia do covid-19, cresceu o e-commerce. E segundo, a pesquisa de futuro do consumidor para 2023 da WGSN (Worth Global Style Network- Empresa Inglesa que estuda tendências), a era pós-pandêmica traz 4 perfis de consumidores:

  • Preditores- desejam cautela, segurança e estabilidade;
  • Os Novos Românticos- pessoas que procuram se reconectar com seus sentimentos, se enquadram aqui àqueles que se mudaram para mais próximos da natureza;
  • Impossíveis- pessoas ativistas, que buscam consumir produtos a partir de mão de obra bem paga, insumos sustentáveis e que incorporem saberes de povos nativos;
  • Condutores- um grupo generalista, que desenvolve múltiplas tarefas e busca por experiências sensoriais. Podem estar relacionados à ascensão das buscas pelo termo metaverso nos últimos meses.

Agora que você conhece o seu público, pode construir a Buyer Persona- quem compra da sua empresa.

Nela terão reunidas informações como hábitos de vida e consumo, idade média, gênero, quais meios de comunicação mais utiliza, por onde ela encontra a empresa, seus valores, lugares que frequenta e mais.

Apesar de ser uma personagem fictícia, é baseada em dados reais, coletados na pesquisa de mercado.

Já sabemos quem é seu cliente ideal, agora o que você oferece a ele? Qual sua proposta de valor?

Proposta de valor 

Qual o diferencial da sua empresa? A resposta a essa pergunta fará com que seu cliente compre de você e não de seu concorrente.

Determine o principal valor do seu produto ou serviço. Por exemplo: agilidade na entrega, preço baixo, personalização. A melhor pessoa para me dizer é você, quem está em contato com a marca todos os dias.

Depois de definido, coloque em palavras simples e claras, usando uma frase que facilmente é compreendida e gravada.

A proposta de valor do Airbnb é “oferecer acomodações por um valor mais acessível e, ao mesmo tempo, gerar um pouco de renda a quem disponibiliza o espaço.”

Por trás disso há um conceito de comunidade e economia colaborativa, levado à sério pela empresa.

Ferramentas para definir a proposta de valor

Com posse de dados já definidos nas etapas anteriores e que já fazem parte do posicionamento da empresa. Podemos organizá-los a partir de uma ferramenta do Design Thinking: Canvas de proposta de valor.

proposta de valor e posicionamento de marca

Comece pelo círculo, anotando o que o cliente precisa para consumir da sua empresa. Como: disponibilizar tempo semanal para reuniões, pagar uma mensalidade, checar o email, ir até uma loja. Liste todas as tarefas.

Depois os ganhos e dores enquanto consumidor da empresa. O que é difícil? Ter tempo hábil, fazer o pagamento todo mês sem nada automatizado.

O que é um ganho? Não se preocupar com a gestão financeira, ter comida quentinha e rápida todos os dias.

Depois de ter o perfil do cliente mapeado vamos enfim a proposta de valor.

Aqui, a missão é mapear seus produtos e serviços e o que neles aliviam as dores dos clientes e os criadores de ganho- seu diferencial.

Para esclarecer, o criador de ganho pode ser: um brinde, um mês grátis, uma entrega antes do prazo.

Já os fatores que aliviam a dor, respondem diretamente às dores mapeadas no perfil do cliente. Por exemplo: fluxo de comunicação assíncrona que economiza tempo e pagamento agendado.

E agora?

Sua empresa já tem claro o perfil de cliente ideal e seu diferencial!

Está sem tempo de fazer toda essa pesquisa…Sabemos que a rotina é corrida. Nesse caso conte com a Ação Júnior que temos um time de especialistas para te ajudar 😉

Clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Branding como peça chave do posicionamento da marca!

Branding é o conjunto de elementos que traduzem a sua marca. Nele vamos olhar para: identidade visual e identidade verbal.

Sabemos quem é a Buyer Persona e a proposta de valor oferecida à ela. Como vamos oferecer? Com comunicação assertiva

Todos os elementos devem representar a marca. São eles:

  • Logotipo;
  • Variações da logotipo;
  • Fonte principal e secundária;
  • Paleta de cores;
  • Iconografia;
  • Fotos.

Todos eles compõem a identidade visual. Aliada a ela temos a identidade verbal, que complementa o imagético e dá um tom de como a marca se expressa. Ela é composta por:

  • Tom de voz;
  • Palavras-chaves e hashtags;
  • Expressões mais usadas;
  • Escolha do uso de primeira ou terceira pessoa (podendo ser ambas);
  • Uso de emojis;
  • Arquétipos;
  • Principais pautas;
  • Linha editorial. 

O posicionamento deve ser único e sempre seguido para criar reconhecimento de marca. Por isso é importante seguir todas as definições. Tendo o manual de branding como o guia para toda a empresa, não só a área de marketing!

Exemplos de posicionamento de marcas famosas

Por fim, quais empresas estão bem posicionadas e podem nos inspirar?

Coca-Cola

A famosa marca de bebidas já se apropriou de signos e é facilmente reconhecida. A cor vermelha, comerciais de Natal, urso polar e papai Noel remetem imediatamente à empresa.

Além de ter uma comunicação simples e próxima, acolhedora e sempre trazer famílias alegres em suas campanhas.

Ela conseguiu associar beber um refrigerante com felicidade. Portanto não vende apenas bebidas, e sim a alegria na mesa da família brasileira.

Falamos mais da presença da marca no Brasil, mas como uma multinacional traz diversidade de atores e signos em outros países, o que é constante é a associação de felicidade, vista nos comerciais do mundo todo. 

Tesla

A primeira ideia são os carros elétricos e quem não lembra da insanidade da marca de lançar um carro ao espaço em 2018. Há dois anos ele estaria orbitando Marte.

Além de trazer tecnologia em carros, a corrida espacial é um diferencial que traz visibilidade para a Tesla. Além de Elon Musk ser uma figura conhecida e ter seu personal branding forte que se alia ao da empresa.

Sem apostar em comerciais e mídia tradicional, a Tesla marca presença forte nas redes sociais e aposta no e-commerce. Já pensou em comprar um carro pela internet?

Natura

Muito além dos produtos de beleza, a marca reforça cuidado com o meio ambiente a comunidades locais, de onde seus insumos são retirados. Foi pioneira no marketing verde, quando esse tema ainda não era tratado por empresas.

Também acumula linhas de produtos fortes, que são reconhecidas muitas vezes antes mesmo da Natura.

  • Mamãe e Bebe;
  • linha SOU;
  • Natura Chronos antissinais;

Acompanhando a evolução do consumidor, saiu de apenas vendas por revistas de revendedoras para ter lojas físicas e e-commerce, sendo acessível a todos. 

Conclusão

Uma marca reconhecida e bem posicionada depende de estratégia em cima de dados. Para ter sucesso é importante entender seu público e diferenciais de mercado. Além de ter uma comunicação sólida e consistente

Quer saber sobre como estratégias de marketing podem impactar sua empresa? Veja as 4 principais estratégias de marketing a se adotar para se diferenciar no mercado.

Gostou dos conteúdos e quer
aplicar na sua empresa?

Precisa de ajuda?